No Brasil, é comum ouvirmos pessoas associando Cashback a um meio de pagamento. Mas será que essa associação consegue representar todo o potencial que o Cashback pode oferecer? 

O aumento da busca pela palavra Cashback no Brasil é percebido a partir de 2018 e pode ser constatada através do Google Trends.

 O aumento dessas buscas pode estar diretamente relacionado com a chegada de uma empresa que procura se posicionar como meio de pagamento no mercado.

Para se diferenciar dos meios de pagamentos já existentes e introduzir sua marca no varejo nacional, essa empresa utiliza o Cashback como principal estratégia, se beneficiando de todas as oportunidades que o Cashback pode oferecer.

Sendo no Brasil o termo Cashback ainda novo e seu potencial ainda em fase de aprendizado pela grande maioria do público, tanto para consumidores, quanto para profissionais das empresas, diversas pessoas começaram a associar Cashback a meio de pagamento. Sendo assim, a estratégia adotada pela empresa de meio de pagamento atrelando o Cashback ao seu modelo de negócio, criou uma percepção incompleta de que Cashback é sinônimo de meio de pagamento.

O Cashback não só pode, como deve, ser utilizado para incentivar e estimular determinados meios de pagamento. Mas, nós da Lemoneyway vemos essa opção apenas como uma das estratégias possíveis em um universo quase infinito de oportunidades.

O Pix, por exemplo, chegou para ficar, oferecendo oportunidades e economias significativas para as empresas quando os clientes compram utilizando esse meio de pagamento e utilizar o Cashback como incentivo a sua utilização pode ser uma ótima opção.

Os custos, que antes eram pagos para as empresas de meios de pagamentos, podem ser compartilhados através de Cashback com os consumidores que o utilizarem.

O interessante é que isso não é uma obrigação ao consumidor, ou um desconto, mas uma forma de recompensar o seu cliente por utilizar o meio de pagamento que pode ser o mais vantajoso para ambas as partes.

Assim, os dois lados são beneficiados, ganha o consumidor que tem o interesse de pagar o produto à vista, e ganha a empresa, que estimula ainda mais a venda e consegue direcionar o pagamento que melhor lhe convier e ainda diminuir os custos.

Isso não significa dizer que o Cashback é um recurso restrito. Pelo contrário, a grande vantagem do Cashback, sobretudo o Cashback 3.0, é dar autonomia e liberdade para as empresas optarem e escolherem as estratégias mais adequadas aos seus objetivos.

 Ter o controle das estratégias de Cashback permite às empresas:

  • Incentivar compras com determinados meios de pagamento;
  • Encorajar o compartilhamento de conteúdos e ou produtos da marca nas redes sociais;
  • Elevar os valores de Cashback em promoções sazonais;
  • Recompensar o consumidor quando este convidar amigos a comprarem na loja (Member get member);
  • Realizar ações de reativação de base;
  • Capturar leads que estejam deixando o site (Exit Intent) oferecendo Cashback na primeira compra;
  • Entre inúmeras outras possibilidades. 

O grande diferencial do Cashback é que ele recompensa o consumidor de forma transparente e sem complicações, o que incentiva vendas e transforma o relacionamento entre marca e cliente em um ciclo virtuoso de compra e recompra.

Especificamente, no Cashback 3.0, também conhecido como Cashback proprietário, a empresa tem total liberdade para direcionar as promoções com Cashback de acordo com os próprios objetivos estratégicos.

Confira na prática o que o Cashback 3.0 pode fazer pela sua empresa. Conheça o Lemoney OpenCashback, a estratégia mais completa de Cashback proprietário do mercado!